Fotos

testemunhos

NOME: Anónimo

Tem um negócio mas fechou durante a pandemia. Exercia também outra actividade em paralelo mas era complicado. O seu marido também teve de ficar em casa.
No início teve medo do futuro, mas agarrou-se ainda mais a Palavra de Deus, não deixou de honrar a Deus com dízimos e ofertas. Esteve ligada ao canal. Durante esse período conseguiu ter trabalho. Deus sempre supriu as necessidades, incluindo um projecto que tinham e foi concretizado no tempo determinado. Neste momento conseguiu abrir o negócio está a funcionar e dá Glória a Deus por aquilo que Deus fez na sua vida e família!

NOME: Isabel

A semana passada, na parte da intercessão do Grupo Familiar pedi para orar pela minha irmã que estava doente no hospital. No GF falámos palavras de vida e destruímos o poder das palavras negativas sobre ela e aconselharam a fazer um pedido de oração no programa Basta Crer e assim fiz. Esta semana a minha irmã está muito melhor e já está em casa. Agradeço muito a Deus por isso.

NOME: Anónimo

O marido de uma irmã da nossa igreja em Angola teve um ataque de falta de ar, estava às portas da morte. Quando a igreja soube do assunto orou, e para o espanto de todos, recuperou no mesmo dia e ficou fora de perigo.

 

NOME: Maria Roça

Na semana passada a senhora se encontrava com as suas pernas muito inchadas, mas conseguia se calçar. Enquanto assistia o programa Basta Crer, o Apóstolo chamou a oração todas as pessoas que sentiam dores. Colocou a mão no ecrã segundo o Apóstolo indicou e repetiu após ele. Domingo foi à igreja e continuava igual mal se conseguia calçar mas como tinha feito a oração começou a declarar a sua cura. Na segunda-feira já estava completamente curada.

NOME: Josefina Abel

A semana passada pedi oração para um bebé recém nascido, estava muito grave, neste dia o apóstolo disse para pegar num lenço e pôr no ecrã, e fiz e na altura tinha um lenço de papel, pedi a avó do bebé para levar no hospital e pôr no bebe, e ele ficou bom. Só que o lenço molhou e a mãe chorava e mandou pegar outro lenço em minha casa, ela estava muito aflita porque o lenço molhou e era o lenço que havia tirado o bebé do estado grave, e eu expliquei que o poder de Deus já tinha entrado no bebé e que ele já estava bem.

NOME: Dvane Pereira

Em meio a pandeia a Igreja de Arapiraca lançou uma campanha para doarmos alimentos à pessoas necessitadas. Senti, então, um grande desejo de participar da campanha e comprei alimentos para a doação e levei à Igreja. No mesmo dia, duas clientes minhas que tinham uma dívida comigo acerca de 3 anos e que eu não mais lembrava, tinha rasgado até as notas por acreditar que não iria receber mais, entraram em contato comigo e depositaram na minha conta todo o valor que deviam. Glória a Deus!